quinta-feira, 25 de junho de 2015

Funcionário do Governo dos EUA: "Fukushima Pode Tornar-se uma Catástrofe Mundial a Qualquer Momento"

O Banyan Analytics, um instituto de análises que auxilia o governo dos EUA na preparação e resposta diante emergências na região Ásia-Pacífico, afirmou em um relatório há 2 anos, algo que passou despercebido da maioria da opinião pública...

"Poucas questões relacionadas com a segurança na Ásia e n Pacífico são mais preocupantes e potencialmente mais desestabilizadoras para a região que o desmantelamento e a limpeza da central nuclear de Fukushima Daichii.

A situação é suficientemente perigosa que somente um erro pode potencialmente levar a um desastre
radiológico muito pior que o desastre inicial.

Não ter havido ainda algo importante em Fukushima que provoque outra crise que potencialmente afete a vida de milhares de pessoas na região Ásia-Pacífico e na costa ocidental dos EUA é um grande alívio.

Mas, como alguns cientistas têm afirmado, a situação em Fukushima é tão frágil que um número de coisas pode dar errado a qualquer momento e fazer com que a situação, que já é arriscada atualmente, de repente se torne em uma catástrofe global.

Um terremoto ou uma forte tempestade poderia causar danos que levariam a uma contaminação radiológica em massa na região do Pacífico, o que poderia por em perigo a vida de milhares de pessoas e forçar evacuações em massa.

No contexto da segurança regional, é importante reconhecer que a situação em Fukushima representa um risco substancial na estabilidade da região Ásia-Pacífico. Se ocorrer um incidente durante o desmantelamento das instalações nucleares, poderia impactar a estabilidade social e política do Japão, assim como nos países da região; na segurança alimentar; saúde pública; comércio; no meio ambiente mundial; e na política regional.

O governos da região Ásia-Pacífico fariam bem em antecipar uma variedade de cenários de emergência que poderiam acontecer durantes as próximas fases e mais frágeis do fechamento".

Os mais grave deste relatório de novembro e 2013, é que fora o perigo da contaminação nuclear, as notícias que temos tido conhecimento desde então, apenas têm servido para confirmar que a central não pára de contaminar o oceano, mediante o derramamento constante de milhões de toneladas de água radiativa, algo que ecoa na mídia.

Esperamos que este desastre tenha uma reviravolta…

SEJA UM MEMBRO DESSE BLOG SE INSCREVA, OU ME SIGA NO GOOGLE+ E FIQUE POR DENTRO DE TODOS OS ASSUNTOS RELEVANTES DA NOVA ORDEM MUNDIAL E NÃO SE ESQUEÇA DE COMPARTILHAR ISSO É MUITO IMPORTANTE AVISE AO MAXIMO DE PESSOAS POSSÍVEL!!!

FUKUSHIMA, DESASTRE NUCLEAR, USINA NUCLEAR, RADIOATIVO,


FONTES:





Nenhum comentário: