segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Relações sexuais com robôs pode ser algo comum em um futuro próximo, diz especialista

À medida em que a tecnologia se aperfeiçoa, o ser humano passa cada vez mais tempo em realidades virtuais (incluindo games e redes sociais). Por isso, relações íntimas com androids podem se tornar algo comum em um futuro próximo, segundo a doutora e psicóloga do sexo Helen Driscoll.

Já é possível encomendar online um manequim como parceiro. Deste estágio para um companheiro robótico e interativo, basta mais alguns passos de tecnologia por parte da indústria do sexo.

'Robofilia' - a palavra para atração sexual por robôs - parece um conceito estranho para nós agora, mas pode tornar-se normal conforme nossas atitudes adequam-se à tecnologia.

"Quanto mais realista e imersiva torna-se a realidade virtual, e até mesmo mais completa quando fala-se de sexo, é compreensível que futuramente pessoas terão preferência por fazer sexo com robôs", disse a Dra. Driscoll em matéria do Huffington Post.

Pesquisas sugerem que diversos jovens japoneses estão evitando sexo e relações íntimas, o que sugere que o processo já está acontecendo. Homens do país já estão levando suas namoradas virtuais (em aplicativos) para férias na Ilha Atami.

Nenhum comentário: