segunda-feira, 10 de abril de 2017

NICOLÁS MADURO DÁ GOLPE DE ESTADO NA VENEZUELA; E ESQUERDA BRASILEIRA FINGE NÃO TER MEMÓRIA

O Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) da Venezuela assumiu o papel da Assembléia Nacional, composta por opositores, por um suposto “desacato” legal do parlamento do país. Controlado por indicados do presidente Nicolás Maduro, o TSJ passará a legislar, o que na prática significa um golpe de estado para transformar Maduro no ditador de facto do país socialista.



“É um tribunal fraudulento que interpreta a Constituição com seu próprio texto”, protestou o deputado opositor Henry Ramos Allup. “Devemos continuar cumprindo com nossos deveres e seguiremos exercendo a qualquer custo nossas funções porque nosso título de deputado não nos foi dado por uma pessoa, mas sim pelo resultado das eleições”, completou Ramos Allup.

O TSJ já havia retirado a imunidade parlamentar dos deputados na terça-feira, utilizando como justificativa o “desacato”, o que abre a possibilidade de que sejam processados até mesmo em tribunais militares.


Após golpe de estado na Venezuela, PSOL apaga artigo de apoio a Nícolas Maduro (Veja)



Após o supremo tribunal da Venezuela dar golpe de estado e assumir a função da assembleia nacional, composta por opositores do governo de Nícolas Maduro, o site oficial do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) removeu um artigo de apoio ao ditador socialista. Ao tentar acessar o artigo, os usuários são redirecionados para uma página com erro 404.

O ILISP extraiu a versão salva pelo WebArchive e o artigo pode ser lido na imagem abaixo.


FONTE:

-----

Se inscreva em nosso canal no YouTube 

e curta a nossa página no Facebook

Nenhum comentário: